top of page

Semana passada foi o dia da Terra, então seguem 3 marcas sustentáveis que fazem a diferença

O dia da terra deveria ser comemorado todos os dias e "sustentáveis" não deveria ser uma categoria que diferenciasse uma marca de todas as outras...elas deveriam ser classificadas entre menos ou mais sustentáveis. Infelizmente estamos muito longe disso, portanto seguem 3 marcas que têm feito a diferença no Brasil:


Linha

A Linha, marca da Júlia Patez, que já fazia vestidos de festa com esse viés consciente há muitos anos, é uma marca que imprime conhecimento de moda junto com sofisticação e sustentabilidade desde o fio da costura até a embalagem. A Júlia dá uma aula de sustentabilidade através das suas peças, conhece cada oficina que tem um trabalho manual xpto no Brasil e está por dentro de todo e qualquer tecido sustentável existente no mercado. Apesar da pegada das roupas puxarem para modelagens mais amplas e fluídas, ela veste até a patricinha paulistana mais sofisticada que tem, porque se tem alguém que entende de modelagem e caimento é a Júlia.



Mudha

A Mudha é uma marca do Rio Grande do Sul que tem desde peças com aquele estilo lounge comfortável que amamos até peças de alfaiataria. Todas as peças são feitos com tecidos sustentáveis, como o linho puro, algodão rastreado em parceria com a Sou de Algodão, a marca não segue coleções e busca pela atemporalidade tanto nas modelagens quanto nas cores.





Ressalva Project

A Ressalva, do ex-publicitário João Manuel funciona da seguinte maneira: eles buscam por um projeto social que esteja alinhado com os propósitos deles, desenvolvem uma coleção para arrecadar verba para este projeto, compartilham e comercializam o projeto e entregam a solução para o projeto/ONG escolhida.


3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page